Deputado que entregou taça a Moro é parlamentar com maior número de processos no Congresso e já usou tornozeleira eletrônica


O deputado Boca Aberta (PROS-PR) é detentor de um triste título: o parlamentar com maior número de processos no Congresso.

São 30 processos, e há de tudo em sua ficha. Desde falsificação de documento público até injúria na propaganda eleitoral, passando por difamação e calúnia.

 O deputado que entregou uma "taça da Champions League" para o ministro Sergio Moro já usou tornozeleira eletrônica no passado.

Emerson Miguel Petriv, conhecido como Boca Aberta, do PROS do Paraná, usou o aparato de fevereiro a maio de 2018.

A medida foi determinada pela 5ª Vara Criminal de Londrina, após Boca Aberta desrespeitar uma decisão de que manter-se a pelo menos 500 metros de distância de três vereadores de Londrina.

Tudo começou quando o então vereador de Londrina teve o mandato cassado em 2017 por realizar de forma ilegal uma vaquinha virtual a fim de pagar uma multa eleitoral.

Após a cassação, três vereadores da cidade alegaram sofrer perseguição e ameaças de Boca Aberta.

Foi aí que Boca Aberta teve que usar o aparato eletrônico.

O agora deputado já respondeu a outros processos, como calúnia, injúria em propaganda eleitoral e perturbação do sossego de trabalhadores e pacientes de uma UPA.

Nesta terça, na audiência de Sergio Moro à Câmara, o deputado federal falou que o ministro da Justiça é a "maior estrela do combate à corrupção" e entregou uma taça que representava o troféu da Liga dos Campeões.
Compartilhe no Google

Adenilton Cerqueira

Adenilton Cerqueira é diretor de conteúdo do Portal Black Brasil, curador digital e produtor de conteúdo especializado em questões étnicas. Bastante contestador ele é consciente do seu propósito e exerce sua liberdade por meio da escrita. Contato: revistaafrobahia@yahoo.com.br