Depois de 70 anos, Flórida pede perdão a quatro jovens negros condenados por engano


TAMPA, Estados Unidos - Quatro homens negros acusados erroneamente de estuprar uma adolescente branco há 70 anos foram perdoados por autoridades da Flórida nesta sexta-feira, em medida há muito esperada em um caso visto como uma injustiça racial histórica. 


 Dois dos homens, conhecidos como "Groveland Four", foram assassinados por policiais; os outros dois, também estão mortos. Ainda assim, membros das famílias e apoiadores apelavaram por sua inocência ao Conselho de Clemência da Flórida, composto, entre outros, pelo governador e pelo procurador-gera do estado. Reunido na capital do estado em Tallahassee, o conselho votou unanimemente para perdoar Charles Greenlee, Walter Irvin, Samuel Shepherd e Ernest Thomas.

https://www.primaveranoticias.com/2017/09/a-vida-boa-da-carmelita-acabou-quando.html

Em 1949, os quatros foram acusados erroneamente de estupro por Norma Padgett, adolescente branca então com 17 anos. Embora não houvesse evidências de que os jovens negros haviam cometido o crime, poucos dias depois da denúncia, três deles foram presos, e um foi assassinado por um grupo liderado pelo xerife local.


Compartilhe no Google

Adenilton Cerqueira

Adenilton Cerqueira é diretor de conteúdo do Portal Black Brasil, curador digital e produtor de conteúdo especializado em questões étnicas. Bastante contestador ele é consciente do seu propósito e exerce sua liberdade por meio da escrita. Contato: revistaafrobahia@yahoo.com.br