Pastor afirma que “o bolsonarismo matou Jesus”

O pastor Henrique Vieira, da Igreja Batista do Caminho de Niterói (RJ), é conhecido por seu discurso ácido contra todos os líderes evangélicos conservadores. Em diversas ocasiões, criticou a existência da bancada evangélica no Congresso Nacional.

“Eu reconheço que o fundamentalismo cristão religioso, especialmente evangélico, é semente de um fascismo no nosso país”. E continua: “eu sou discípulo de um prisioneiro político, torturado, que foi chamado de herege pelos líderes religiosos, foi executado pelo estado em nome da ordem e da lei, preso injustamente, sob o aplauso de muitos cidadãos que se reconheciam como cidadãos de bem. Ou seja, o bolsonarismo matou Jesus há mais ou menos 2 mil anos atrás”. Confira:







Compartilhe no Google

Adenilton Cerqueira

Adenilton Cerqueira é diretor de conteúdo do Portal Black Brasil, curador digital e produtor de conteúdo especializado em questões étnicas. Bastante contestador ele é consciente do seu propósito e exerce sua liberdade por meio da escrita. Contato: revistaafrobahia@yahoo.com.br